segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Um texto sobre o amor.

    O que seria de nós sem o amor? Pois amar é a coisa mais bela do mundo, ainda que o sentimento mais cruel. Amar é paz, amar é segurança, amar é conforto. Amar é perda, amar é sofrimento, amar é solidão. Amar é tudo, amar é nada. O amor é cego e o amor enxerga demais. O amor tem tantos significados, porém, cada um tem o seu significado particular. Porque o ser humano é diferente, cada um tem sua personalidade própria. Tem seu jeito diferente de entender o amor.
    Eu sei que muitas vezes eu te julguei por não demonstrar seu amor como eu demonstro o meu. Eu briguei, pensei que estava sendo enganada e até chorei, confesso. Desculpas é o que te peço agora. Pois cada um tem seu jeito, não é mesmo? Você não pode obrigar uma pessoa a ser como você. Não pode obrigar um ser humano a agir conforme outro ser. Simplesmente não pode. E é uma regra tão fácil que muitos acham difícil. Difícil compreender porque o meu amor não faz cartinhas sentimentais para mim, difícil compreender porque meu namorado não cria músicas românticas para mim, difícil compreender porque meu noivo não fez o pedido de casamento dos sonhos, difícil compreender porque meu esposo não compra rosas para mim uma vez por mês, pelo menos. Não da para controlar a pessoa, bem que isto seria um sonho, mas seria falso. Cada um tem o seu jeito. E mesmo que seja difícil compreeder, ou melhor, mesmo que pareça difícil, é fácil.
    Eu te amo do meu jeito, com as minhas escolhas, com as minhas experiências, com os meus pensamentos, com a minha opinião, com as minhas palavras e minhas atitudes. Sei que meu amor não é como as canções da Taylor Swift, que não é como a paixão imortal da Bella, que não é como os livros do Nicholas Sparks. Mas o meu amor por ti é único e sei que tens orgulho disso. Assim como tenho orgulho de ser amada por ti do teu jeito único. Pode ser que não somos do tipo que fala eu te amo toda hora ou pode ser que sim, fazemos isso as vezes. O que nos fortalece é que a gente constroi juntos e do nosso jeito, sem seguir regras, a não ser as nossas é claro. Porque amar não tem manual, não tem receita e nao tem muitas dicas. E mesmo assim a gente se da bem.
    Ok, não tão bem assim. Como eu disse, amor é sofrimento e até e sofro. Até você. Até quem esta lendo isto aqui agora e quem jamais vai ler. Pois chorar por amor é normal, é ser humano. Assim como sorrir por amor é natural, é ser humano. Não podemos achar que é algum tipo de defeito, todavia esta é a vida. Este é o amor. E não se esqueça do sentimento que tenho por você. Não me culpe por não ser perfeito, me agradeça por simplesmente existir. Eu sei, eu sei. Não tenho muito o que dizer por aqui. Me desculpe, me desculpe. Não sei escrever sobre o amor, ou até sei. Bom, é isso. Sempre falo do amor no meu ponto de vista, com os meus sentimentos se possível. E ele é assim: Eu te amo meio torto, meio borrado, meio confuso, meio tudo. Eu te amo porque te amo e porque sou humana, uma hora tinha que amar. Não sei amar, mas eu te amo. E você sabe, graças a Deus me ama também.
    Somos assim, unidos em um só. Diferentes porque ter o nosso jeito e iguais por amar um ao outro. Amar é aquilo que você define como, não a sociedade definindo para você. O amor é embolado desse jeito, complicado desse jeito e adorável desse jeito. Nunca desista de quem te quer bem, nunca desista do amor.

4 comentários:

  1. Ownt *-*
    Lindo texto =)

    Beijinhos

    http://pincelrosapaloma.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. aaaawn, que lindo! <3
    Sim, ninguém seria nada sem o amor. Ele nos transforma, nos deixa rindo à toa e cada um é livre para amar da maneira que souber. O que importa é amar. O importante é o amor! <3

    http://doiss2.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir